Você é a favor da regulamentação das profissões de TI? (Poll Closed)

  • Sim
    87%
    5,358 votes

     
  • Não
    13%
    813 votes

     

Poll posted 8 years ago.

Create your own.

Opinions! We all have them. Find out what people really think with polls and surveys from Crowdsignal.com

62 Comments

  • Demitri - 8 years ago

    Amigos,

    Achar que só porque você fez uma pós ou uma faculdade tem que ganhar mais é uma ótica extremamente pobre, o que eu já vi de topeira com diploma e pós...

    Ter um diploma de faculdade não torna você mais e caro nem melhor em nada na area de TI, você pode até ter visto muito conteudo mas o que irá contar é sua capacidade de utiliza-lo de forma correta e no momento certo e isso faculdade não ensina não.

    Não sou contra faculdade, acho importante ter um diploma mas eu vi vários comentários endeusando o diploma de faculdade e todos sabemos que isso não é verdade.

    Eu sou a favor de regulamentações na area médica e de engenharia, até porque para você exercer a profissão você precisa treinar e como uma pessoa fazendo mediciona iria treinar(testar), sem ser na faculdade (que tem todo o aparato para manter cadaveres e etc) ? Iria arrumar um cadaver no cemitério ? Engenheiro também, imagina pegar um malandro que não sabe nada pra construir um prédio ?? São vidas em jogo e isso precisa sim, ser bem regulamentado e fiscalizado.

    Já na TI você quase nunca trabalha com vidas diretamente, um cara fez besteira e um servidor caiu ? Ta bom, perdeu dinheiro mas ninguem morreu. Amigos se a empresa produz softwares para a área de saúde onde numa falha ela pode ser diretamente responsabilizada por vidas perdidas, ali amigo te garanto que não tem porteiro programando e nem "teco" de suporte

    O que acontece hoje é que o computador está em quase todos os lugares e isso demanda muita mão de obra e na grande maioria dos casos, não é necessário uma pessoa com faculdade ou formação técnica especifica. Imagina você usando seu orkut, seu PC trava e você não sabe resolver, vai ter que chamar um cara diplomado para formatar seu computador ? Pode ter certeza que o que você vai ter que pagar vai ser quase o preço do computador...

    Infelizmente nossa área está cheia de técnico do google ou profissional orientado a passa a passo, mas o mercado escolhe os melhores e paga muito bem esses profissionais, não quero regulamentação impondo piso e teto para o valor do meu conhecimento. Com isso o profissional horrivel que fez faculdade vai ganhar mais do que deve e o profissional que não fez faculdade e é foda e com isso as empresas vao ter a desculpa pra tentar limitar seu salário a um teto ridiculo.

    E outra coisa se um porteiro está tirando sua vaga de programador PHP não é porque ele é melhor em PHP ? Não importa se ele é porteiro, fisico nuclear e etc. O que importa é que a empresa quer um cara bom em PHP, sendo formado em TI ou não, a faculdade não vai transformar você automaticamente em um expert em PHP ou te deixar mais inteligente. Mas se ela escolheu o porteiro porque o salário que ele pediu é totalmente fora do padrão e a empresa quer pagar barato, vai por mim amigo ele te fez um favor, porque essa empresa é uma m3$d@.

  • josmar - 8 years ago

    Mas ai fica a minha duvida: Se a lei vigorar, e provavelmente vai, as pessoas que JÁ estão trabalhando como analistas, continuaram na sua vaga ja conquistada, ou serão demitidas ou colocadas em outro cargo caso não tenham a faculdade de barachel (4 anos) ou 5 anos de exp. na area ?

    Até onde eu sei as vezes quando uma lei vigora ela passa a funcionar dali para frente, não costuma acontecer de acabar valendo para pessoas cadastradas ou em algum cargo ANTES da lei, em alguns casos, claro.

    Por ex: eu fui estagiario depois da lei em que estagiarios deveriam ter férias obrigatóriamente, aquilo valeu pra mim, pois eu entrei depois do estagio, mas conhecia um amigo que tinha entrado 2 meses antes da lei, e não recebeu férias, pois foi contratado como estagiario ANTES....

    Mas é *oda, vcs não sabem como eu estou apreensivo, eu lutei bastante pra conseguir um cargo de analista, e depois de alguns meses, menos de 1 ano de cargo, perder assim por culpa de uma porcaria de uma lei.....é tenso. Se pelo menos eles garantissem a estadia de quem ja é empregado, mas pelas coisas que eu ando lendo.......ta dificil.

  • Juquinha Halls - 8 years ago

    A questão é que rgulamentando ou não, o funcionario vai continuar tomando no BEHIND

  • Felipe - 8 years ago

    Não entendo pq algumas pessoas são contra a regulamentação, alegando que apenas o conhecimento basta. Se um profissional quer ser médico, precisa cursar Medicina, se quer ser Advogado, tem que cursar Direito (e ainda fazer a prova da OAB), se quer ser Engenheiro, precisar cursar Engenharia, só alegar o conhecimento NÃO BASTA. Pq as profissões da área de TI seriam menos valorizadas? Pra trabalhar com TI, tem que fazer um curso superior de Análise de Sistemas, Redes de Computadores, entre outros. Somente dessa forma, a classe será VALORIZADA.

  • Pedro Vitore - 8 years ago

    Acho que nessa discussão tem muita gente se preocupando com o que não precisa.

    Não tenho muito o que falar sobre a regulamentação, mas muitos aqui cometem erros dizendo coisas como: "Regulamentação é coisa de chefe" ou "Só não quer regulamentar quem não gosta de regras". Alguns desses comentários dão impressão de ter fundamento no preconceito.

    O ponto é que aqueles que estão argumentando sobre a regulamentação se baseando nos maus profissionais, ou no fato de que ralam fazendo uma faculdade pra chegar um "sobrinho" e roubar seu cliente, estão esperando que os concorrentes desapareçam ao invés de buscar o próprio crescimento e se destacar.

    No fim, os "mimados" são os que estão apenas reclamando sobre os outros mimados, e quem realmente quer ganhar dinheiro está lá se dando bem, com ou sem diploma.

  • Ana Maria Rodrigues - 8 years ago

    Esclarecendo uma coisa, regulamentar não é impedir uma pessoa de exercer determinada profissâo sem diploma.
    Fiz um extenso trabalho sobre isso na faculdade, a regulamentação cria um conselho de classe, estabele o "nome da profissâo" inclue os cursos e áreas necessarios a essa profissão, estabelece piso salarial e representação a determinada classe.
    A regulamentação pode também incluir pessoas com reconhecido conhecimento e experiência, não sendo necessário assim o diploma para exercer.
    A regulamentação visa também reconhecer o profissional da área e evitar invasão de outros conselhos, como por exemplo CREA E CRA.
    Hoje nenhum profissional da área de TI pode assinar um projeto de infraestrutura de rede sem o CREA.
    Um dos argumentos utilizados para regulamentação seriam a invasão de profissionais de outras áreas, basicamente qualquer um com o conhecimento necessário e independente de idade pode ser programador...Por exemplo, existem analistas de negócios em TI que não são da área e não fazem idéia dos princípios básicos de Eng. de SW, mas estão lá.

    A regulamentação visa "regular" situações como essa.

    Como toda ação, tem lados positivos e negativos.

  • Tiago - 8 years ago

    O bom profissional, seja ele com ou sem diploma, ele irá ter sempre seu espaço, seja como funcionário de uma grande instituição ou como freela, para mim regulamentar apenas tornaria mais burocrático o sistema e aumentaria ainda mais a falta de profissionais no mercado.

  • Wesley - 8 years ago

    Sobre o link http://www.pucpr.br/graduacao/cienciacomputacao/receptorpd.php?id=13875 há um depoimento a favor e contra.....

    Depois de muitos artigos lidos, este foi o que mais me chamou a atenção, principalmente na parte contra a regulamentação.

  • Wesley - 8 years ago

    Vou deixar dois links úteis para a galera:
    http://www.baguete.com.br/artigos/555/roberto-carlos-mayer/22/01/2009/regulamentacao-das-profissoes-de-ti-a-quem-interessa

    http://www.pucpr.br/graduacao/cienciacomputacao/receptorpd.php?id=13875

    @eliAndreoli sobre:
    "como se sente quando alguém com menor escolaridade e menores conhecimentos que você acha que está em uma situação mais confortável?"
    Eu sinto pena da empresa em contratar um "profissional" assim.

  • Juliuscesar - 8 years ago

    Acho que deveriam se filiar ao CREA para ter maior força.

  • eliAndreoli - 8 years ago

    Wesley, acho que você está confundindo as coisas.

    Primeiro que em nenhum momento mencionei que uma faculdade resolve qualquer problema. O que defendo é a questão do estudo. Você fez faculdade e como se sente quando alguém com menor escolaridade e menores conhecimentos que você acha que está em uma situação mais confortável?

    Segundo, é legal se informar sobre leis. A regulamentação tem relação com leis. Os sindicatos existem, teoricamente, para fazer valer essas leis, afinal legislação é algo que existe apenas no papel caso não haja ninguém para defendê-los. A regulamentação da profissão de TI trará direitos e deveres, exigências e limitações para ambas as partes nesse processo.

    Convenhamos, basta olhar pela janela do mercado. TI é uma área completamente prostituída! Não acho que isso seja o ideal para um ramo promissor do mercado. Regulamentação tem suas desvantagens, ninguém é bobo para dizer que não, mas também trás vantagens e acredito que os benefícios FUTUROS (que fique bem claro) são maiores do que os prejuízos DE HOJE.

  • Fernando - 8 years ago

    Ola pessoal!
    concordo com vcs que isso poderia ajudar e muito, porem por se tratar de Brasil quem voces acham que vai controlar essa regulamentação? vai acontecer igual muitas outras profissões é só uma taxa a mais pra se pagar sem ter o retorno esperado. basta olharem para as leis que existem referente a TI, escritas por leigos e ridiculas. Concordo com vcs e gostaria muito que fosse regulamentado "da forma correta". mais voto não pq depende muito dos nossos lideres, e os nossos lideres pqp nao preciso nem falar neh

  • josiel - 8 years ago

    a favor, contando que seja feito direito, por pessoas sérias.

  • Wesley - 8 years ago

    Já que o Sr. @eliAndreoli comentou que quem é contra é do tipo "acho sinceramente que quem é contra a regulamentação ou não quer trabalhar direito ou tem medo de alguma coisa ou é simplesmente contra as regras.". Quero deixar bem claro que sou formado e possuo certificações. Chego em casa todo dia e em vez de ficar na frente da TV, leio artigos, livros, estudo novas tecnologias, acompanho grupo de discussões, e durante a viagem ainda ouço podcast sobre tecnologia. E além de tudo isto trabalho 8 horas diariamente....

    Eu acho que quem é a favor na verdade quer sair da faculdade e ganhar bem sem ter que ficar ralando todo dia. Acha que, com a faculdade já está tudo resolvido.... Desculpem, mas trabalhar com TI é muito mais que isto.....

    Claro, sou a favor de um piso salarial para a profissão, pois o que se paga em SP não se paga no PE. ALiás, em outras regiões foram Sul/Sudeste se paga muito mal.
    Como em TI se paga mal, no RJ por exemplo, os professores ganham muito mal comparado ao Brasil... Isto é questão de regionalização tb. E detalhe, professores tem piso salarial...
    EM SP mal se vive com 2000, mas na BA isto é uma fortuna....

    Estudem sobre regulamentação e depois, assim como eu, irão mudar de opinião. Eu era a favor, e hoje sou totalmente contra.

  • Wesley - 8 years ago

    @eliAndreoli pelo jeito vc nem sabe o que a regulamentação faz e deve ser daqueles que acham que regulamentando a área o salário aumentará.
    Como diria meu amigo: "O governo é cara do povo".... Só vejo nego aqui dando comentários ignorantes..... Não dá né meu.... OS METALÚRGICOS conseguiram seus salários graças ao SINDICATO e não por causa da REGULAMENTAÇÃO. Meu pai que é METALÚRGICO não é REGULAMENTADO e sim HÁ UM SINDICATO por tráz da categoria.

    Pelo amor, parem de ser ignorantes....

  • eliAndreoli - 8 years ago

    Acompanhando e observando essa discussão, acho sinceramente que quem é contra a regulamentação ou não quer trabalhar direito ou tem medo de alguma coisa ou é simplesmente contra as regras.

    Vejam os metalúrgicos por exemplo! Ser metalúrgico hoje no Brasil é um baita negócio. O cara ganha bem, tem direitos até enjoar, os sindicatos podem até ser máfia, mas cuidam da classe até certo ponto! Pensem bem, há metalúrgicos que estudam bem menos e ganham bem mais do que a maioria das pessoas que se encontram nessa discussão!!!

    Eles conseguiram isso pois encontraram um fator histórico-social para se apoiar - o crescimento da indústria! E hoje temos o crescimento desenfreado da informática e não vamos querer regulamentação?

    Reserva de mercado existe! Mas quem é bom se garante! Talvez a regulamentação não garanta salários maiores de imediato, mas com o tempo os bons profissionais ficarão automaticamente mais caros, e a tendência é realmente ganharem mais! Mas hoje o que vejo é um programador ou webdesigner pedir o justo por um sistema e não quererem pagar! Será que ninguém "concatena" essas informações?

    Enfim, ficar em filosofias do tipo "O Tio Bill, o Mano Steeve e o Camarada Linus conseguiram!" é pura utopia, além de ser meias verdades. Se fosse fácil qualquer um conseguiria, e eles conseguiram, mas não foi através "da programação", mas por outros fatores - melhor se informar antes de disparar faláscias.

  • Gustavo - 8 years ago

    No mínimo a regulamentação ajudaria na criação de um piso salarial.

  • Jonny B - 8 years ago

    Há, vocês falam como se na informática fosse como na engenharia... O tanto de figuras da tecnologia que não tiveram formação (Bill e Jobs por ex?) , daí agora vão exigir um papel para dizer que eu sou bom com Javascript, mesmo que na faculdade tudo que eu tenha visto seja Pascal e Delphi? Ou vão dar preferencia a alguem com diploma contra alguem que tenha apenas tirado a certificação java por exemplo? E aí champs? Comofaz?

    Querer regulamentar é a mesma coisa que dizer que prefere sofware proprietário... FikDik ;)

  • Wesley - 8 years ago

    @Lol Na teoria seria dever do Sindicato...na pratica...... Mas pelo menos aqui em SP o Sindicato até que está trabalhando.....

  • LOL - 8 years ago

    O Sindicato que monitora as condições do trabalhador.
    LULZ
    O Sindicato fica com parte da sua grana e não esta nem ai pra você!
    Na epoca que trabalhei com pessoal de grafica NUNCA vi ninguem do sindocato visitar o local, ou se quer confirmar quantas horas faziamos por semana!

    Para mim, é só mais uma forma de nos surrupiar. Fica aqui 3 perguntas que para mim as respostas são negativas:

    1) O que de fato nos trará de benefício?
    2) Realmente excluirá o mal profissional do mercado?
    3) Os salários serão realmente valorizados?

  • Estevan Pazzetti - 8 years ago

    Regulamentação da profissão não garante melhores salários e com certeza continuara aparecendo pessoal sem formação acadêmica e trabalhando com TI(e quem domina a área em que trabalha vai continuar ganhado normalmente), mas o pior não é isso, o maior problema que provavelmente haverá uma taxa anual a ser paga para o conselho que não ajuda em p.... nenhuma ... isso é a maior viagem que podem inventar!

  • Wesley - 8 years ago

    @Eduardo a regulamentação não faz isto. O Sindicato que monitora as condições do trabalhador.

    Isto que é o foda, o pessoal dá uma opinião sem saber ao certo o que uma regulamentação faz.

    @Gustavo Henrique como eu disse nada impedirá de sobrinhos continuarem fazendo as coisas.
    Se eu não tenho faculdade e crio uma startup e faço um super-site e começo a ficar milionário, o que vc me diz? Eu devo contratar um analista para dizer que ele é o chefão do meu site?

  • Renato - 8 years ago

    A tempos atrás, a função de Contador era como o de TI:
    " E vo ali no Youtube, aprendo o que faz um contador, faço um prova, tiro um certificado e posso sair por aí trabalhando", o que aconteceu? A profissão foi regulamentada, aí eu pergunto: Quem não tinha diploma se fodeu? A resposta é: Não.
    Aqueles que já trabalhavam, continuaram trabalhando normalmente, os que vieram depois, somente com ensino superior. Acho que deveria se regulamentada, mas dessa forma, assim, não prejudicaria os 2 lados da moeda, claro, diferenciando, Formação Técnica e Superior. Assim todos viveriam bem e felizes.

  • Marcelo - 8 years ago

    Pessoas formadas em TI nao sao as unicas que devem programar. No departamento em que eu trabalho os 30 fisicos passam o dia inteiro programando. Ja ouviram falar em Stroustrup, stepanov, turing, Stallman? Todos tiveram formacao em fisica ou matematica. Uma regulamentacao so' cria reserva de mercado e gera a perda de competitividade, e por consequencia perda de qualidade.

  • Maycon Santos - 8 years ago

    Eu gostaria de dizer que não tem nada na lei que vai garantir melhores salários

  • Willian - 8 years ago

    Acho que assim como os advogados tem a prova AOB os profissionais de T.I também deveriam ser submetidos a uma prova. E quem sabe algo como CRTI "Conselho Regional de Tecnologia da Informação"

  • Josmar - 8 years ago

    Mas ai é que está o problema pessoal !

    Eu gostaria sim que houvesse a regulamentação, mas dai eu me ferraria ! eu tenho 3 anos de TI (tecnologia da informação) , isso é um curso superior tecnologico, e eu trabalho atualmente como analista de ti junior.....ou seja, eu me foderia ! eu teria que sair do cargo de qualquer jeito, por nao ter 5 anos E por ter cursos de informatica e uma faculdade tecnologica.

    Aparentemente a lei quer que você tenha determinados cursos na faculdade para ser analista de alguma coisa....

    E QUEM JA ESTA TRABALHANDO OU TEM UM CURSO TECNOLOGICO ? se foderam? a vai....

    Tem só que ver o caso do "curso" que a pessoa tem q ter, só isso. Eu conheço muuuuuuuuuuito analista por ai com uma faculdade tecnologica, ja pensando na pós.....

  • Paulo Ricardo - 8 years ago

    lalalalalalala... vamo para de falar baboseira!!
    a verdade é a seguinte...
    Quem já trabalha não quer isso....e mesmo que regulamentem eles vão continuar trabalhando numa boa, se forem bons.
    E quem está cursando quer a regulamentação, para que quando acabar seu curso tenha um reconhecimento ou tratamento diferente nas empresas que valorizam isso (no meu ponto de vista, sendo que sou universitário).
    A questão não é comparar com outros profissionais... é comparar uns com os outros, por exemplo, quem é mais bem especializado na área de engenharia de software, o cara que ficou 5 anos estudando ou o que aprendeu alguma coisa na internet?

    Quem sabe programar mais em java? o cara que ficou um tempão na facul ou o que é cadastrado nos fóruns de java e está sempre acompanhando as novidades?

    Resumindo!
    cada qual é um caso...
    há muitas áreas na TI, faculdade prepara melhor para algumas coisas... mas quem aprende sozinho as vezes é bem melhor... e esse cara que aprendeu sozinho, se ele for melhor... ele não vai perder o lugar dele.. é isso!!

  • Eduardo - 8 years ago

    Claro que nao precisa de diploma!

    90% dos trabalhos de T.I. hoje se resumem a fazer formularios e relatorios...

    agradeça aos céus se vc faz algo diferente. assim realmente temos a impressao de que tem muitos medicos que conhecem mais de T.I do que os analistas.

    cade o medico? vamos aplicar uma prova pra ele contendo questoes de compiladores e computação grafica, entre outros. essa do medico ai tambem foi hipocrisia pura.

  • Don - 8 years ago

    "Regulamentação"? O que alguns andam defendendo tá mais pra "reserva de mercado".

    Os que defendem a "regulamentação" desconsideram é o fato de que a própria T.I. enquanto elemento cultural, criou-se e desenvolveu-se de forma aberta. O conhecimento está acessível a todos, diferentemente de outras áreas do conhecimento que faz questão de manter-se intangível (como o Direito, por exemplo) aos "leigos".

    Quantos dos grandes profissionais respeitados não começaram sua carreira como "sobrinhos" ou "micreiros"?

    Deixem de hipocrisia e nunca esqueçam que um diploma nunca vai substituir o estudo, o conhecimento e a experiência.

    Conheço médicos, que conhecem mais de T.I. do que muito analista "de formação".

  • Eduardo - 8 years ago

    Eu acho que uma regulamentação seria util no sentido de garantir algumas condições básicas para o profissional.

    Não to falando de pagar mais por que o cara é formado. Falo de garantias do tipo máxima carga horaria, preocupação com a saude do profissional, coisas do tipo.

    tem empresa ai que te explora, coloca pra trabalhar feriado de madrugada e quando vc dá LER, te manda pra aquele lugar.

    Não quero reserva de mercado, mas ficar a mercê de exploradores tambem nao.

  • Gustavo Henrique - 8 years ago

    Simples, os idiotas que votaram não, são os sobrinhos que são pagos pelos tios, para fazerem serviços mal feitos...
    Quem nunca perdeu tempo, para montar uma proposta, e cobrar vai 1.500 ou 2 mil por um site simples, com php, gerenciador e tals, e quando vc entrega a proposto, o cara fala: "a não, assim é muito caro, meu sobrinho faz por 300" ou nem sempre é o sobrinho, é o muleuque que manja de HTML/CSS se acha o programador ...
    além do mais, vi muita gente que se diz programador, fazendo sites em html só para cobrar um valor X por atualizações mensais ... pelo amor neh? estamos na era colaborativa, eu jamais faria um site, para ficar preso ao solicitante, faço o site, o cara quer mudar alguma coisa, procura ou a mim, novo projeto, ou a outro programador, q se o cara for bom, irá conseguir dar continuidade no trabalho bem feito.
    ah, e quando esses caras q pagam 500 reais pelo serviço vem me pedir um suporte, eu digo q não!!! não fui eu q fiz, se vira...rs

    é isso ai, sou a favor da regulamentação, disse isso em relação a programação, mas nem vou entrar no ambito "Social Media" metricas, estudos, estratégias, isso vale muito, é pensamento, ideia, e hj é o mais caro q tenho a oferecer, meu "cerebro"

    abraços

  • Wesley - 8 years ago

    Aqueles que acham que a regulamentação fará o piso salarial aumentar, tá muito enganado. Qual empresa vai querer pagar 5 mil para um formando que nem sabe o que é uma classe, não sabe nem fazer Select? (Falo isto, pois conheço pessoas assim)

    Aqui em SP o Sindicato da categoria conseguiu colocar piso salarial para alguns cargos. Os metalúrgicos que eu saiba é o sindicato que é forte e não uma regulamentação de metalurgico.

    Como diria meu professor Agnaldo (50 minutos) "Quer ganhar mais, estude menino, estude"...

  • Bruno - 8 years ago

    Eu acredito que falar em regulamentação sem antes falar em reforma fiscal não tem sentido.

    Registrar um profissional é altamente oneroso para a empresa, uma das saídas foi criar a situação dos PJ´s, quem esta no mercado saber que é padrão a contratação ser por este modelo.

    Do que adiantaria conseguimos direitos e no final o salário abaixar no final do mês? O que importa (na minha opinião) é o dinheiro para pagar as contas no final do mês.

    Enquanto uma empresa para ser totalmente legal precisa arcar com quase o dobro do salário do mês do profissional e o próprio profissional receber menos do que receberia com PJ, não há sentido nesta discussão.

    Agora , caso a reforma fiscal aconteça e a regulamentação da área de TI seja feita de uma forma decente , concordo plenamente com ela.

  • Rodrigo - 8 years ago

    Só não quer a regulamentação aquele que se "prostitui", ou que não tem formação nenhuma na área, ou ainda que não tem os 5 anos de experiência que a lei determina (pra profissionais da área que não têm formação).

    Eu concordo com o argumento de que uma regulamentação não resolve a questão da competência do profissional. MAS:

    1 - suponha que você estudou muito medicina, foi aprendiz ou coisa que o valha, e em teoria, poderia clinicar. Mas você não fez faculdade de medicina, não tem CRM. Você vai pra cadeia

    2 - experimente ampliar sua casa, mesmo que você saiba muito bem o que es'tá fazendo, se bater a fiscalização, você está com grandes problemas

    3 - tente advogar sem sua inscrição da OAB?

    Por que com a TI tem que ser diferente? Por que nós temos que competir com todos os outros, se as outras profissões têm suas "reservas de mercado" ?
    Regulamentação não garante competência, mas garante direitos e deveres pro profissional e ajuda a impor um piso salarial = fim da prostituição.

  • eliAndreoli - 8 years ago

    Desculpem pelo double, só um adendo.

    Regulamentação não impede completamente, mas diminui muito as chances de acontecer coisas como o do Josmar acima!

    Regulamentação não é ruim de tudo só porque tem que pagar uma associação ou sindicato! Existem dispositivos legais para fazer a coisa funcionar!

    De qualquer forma, não é a toa que os Metalúrgicos representam uma das classes mais bem pagas e com maior cesta de benefícios dos trabalhadores brasileiros!

  • eliAndreoli - 8 years ago

    Eu não entendo determinadas visões deturpadas que as pessoas possuem.

    Podemos até discutir sobre qualidade de ensino! Mas existem faculdades sérias que exigem bastante dos alunos para formar bons profissionais, e as empresas não são idiotas, elas começam a descobrir quais são as melhores ou piores faculdades. Mesmo assim continuam exigindo curso superior de seus candidatos ou funcionários.

    Contudo, faculdade não é tão diferencial assim. É como disseram, se o cara quer PROVAR por meio de documentos suas qualidades técnicas, ele tem que ter diploma, certificações, etc. Quem não tem estudo formal vai provar suas competências técnicas como? Fazendo testes? Em um processo de contratação só são chamados para testes quem passa pelas primeiras triagens que inclui justamente a análise do curriculo e faculdade é um ponto que pesa muito.

    De qualquer forma é muito raro alguém sem faculdade concorrer à uma boa vaga em uma boa instituição sem ter Q.I. (quem indica). Com um canudo a pessoa mesmo assim não se garante, mas tem maiores chances no mercado de trabalho - contudo são suas qualidades técnicas que comprovam se ele merece continuar lá, então não adianta só ter diploma. Se o cara tem diploma de uma baita facul mas é um boçal no trabalho, duvido que continuará muito tempo naquele cargo (só se a empresa for mais boçal ainda).

    O mercado exige diploma! Então quem acha que não precisa dele é que está andando na contra-mão. Não que seja impossível sobreviver sem ele, mas fica bem mais difícil e quem realmente consegue é a excessão e não a regra!

    Abraços.

  • Josmar - 8 years ago

    E eu que fiz 3 anos de TI, uma faculdade tecnologa, trabalhei 1 ano de estagiario em TI, agora sou analista junior, trabalhei 3 anos sem registro algum com TI, como fica ? precisará ter faculdade de ANALISE DE SISTEMAS, ou 5 anos COMPROVADOS.....para ser analista ???????????????????????????????? mesmo eu tendo uma faculdade tecnologica, varios cursos, experiencia em estagio na area de TI, experiencia sem carteira E atualmente sendo analista por 5 meses (pretendo continuar , claro , quanto mais tempo melhor)......

    No minimo depois disso vão ter que me trocar de cargo OU demitir e pegar alguem com 5 anos comprovados ou faculdade de analista. Como fica?

  • Vinícius - 8 years ago

    Votei no sim... mas depois de ler os comentários e opiniões das pessoas acima, já começo a achar que a regulamentação não é tão boa quanto parecia num primeiro momento.
    Estou em dúvida ainda, mas, certamente pendendo mais para o lado do não do que para o sim nesse momento.

  • Leandro L.P. - 8 years ago

    Regulamentar sim. Proibir o profissional de trabalhar por não ter diploma, NÃO. Diploma não é forma de avaliar conhecimento e competência. Muita gente leva a faculdade com a barriga, compra trabalho e etc. Fora o ensino no Brasil que é uma porcaria. Existem várias outras formas válidas de avaliar o profissional, seja ele diplomado ou não. Exemplo: Os bacharéis de direito precisam fazer a OAB. Profissionais de T.I. regulamentados deveriam passar pelo mesmo processo mas sem a exigência de escolaridade.

  • Kariny - 8 years ago

    Ei amigo Leandro, não sei de que maioria dos formados que compram diploma que você está falando. Você deve estar equivocado, pois a maioria dos formados que conheço ralou muito pra ter esse diploma tão desprezado por você. Talvez você devesse rever seus conceitos e observar que o ESTUDO nunca é demais, mesmo na área de TI.

  • Erick - 8 years ago

    Eu não consigo formar uma opinião se essa regulamentação é boa ou não. Até agora não vi exemplos concretos do que ela poderia trazer de bom.
    Se é impedir que profissionais ruins tomem conta do mercado e os processos de desenvolvimento sejam levados na coxa, uma regulamentação não impede nada disso. Você não pode forçar ninguém a fazer o que é teoricamente certo! Se a empresa tá pouco se lixando pro software dela, quem é que vai se preocupar? Se você quer construir sua casa com componentes de baixa qualidade, o risco é seu, oras!
    Esse protecionismo com salário e curso superior também é fruto de quem quer emprego de graça. Não me entendam mal, eu também estou terminando meu curso em Ciência da Computação e estou brigando pelo meu espaço no mercado de trabalho, mas não posso obrigar ninguém a me pagar no mínimo X mil reais só porque sou formado. O que importa é o que eu sei fazer e o que a empresa quer que eu faça. Se isso casar bem, eles deveriam me pagar bem também. Se não quiserem, podem contratar um sobrinho qualquer aí pra fazer de conta que faz algo. Problema deles.
    Claro que o mercado é violento e, muitas vezes, a pressão para trabalhar logo pode forçar uma pessoa a trabalhar por menos do que ela acha que merece. Cabe a cada um encontrar sua maneira de crescer, no entanto. Não espere que o patrão te dê um (bom) aumento porque um conselho virtual disse que deve dar.
    Vocês já procuraram os "conselhos" ou "sindicatos" de TI de seus estados? Eu, pelo menos, não vi nada que me impulsione a querer eleger um grupo para nos representar por aí.

  • Dennes - 8 years ago

    Conselhos são especialistas em cobrar de trabalhadores. A regulamentação fará isso : Que tenhamos que pagar para trabalhar e até mesmo percamos o direito de exercer nosso trabalho por não podermos pagar.

  • lagartoxa - 8 years ago

    Não to ralando 4 anos em um curso integral de Ciência da Computação numa universidade pública para ter as mesmas chances no mercado (ou até menores) do que alguém que aprendeu lendo tutoriais da internet.

    Em empresas LIXO realmente não importa e nunca irá importar a regulamentação, já em empresas de verdade, onde eles tem que prestar contas a justiça de quem trabalha para eles, isso importa sim, tanto quanto ter uma licença original da Microsoft para usar seu Windows na empresa.

    Universidades NÃO ensinam apenas o básico. Se a sua está fazendo isso, LARGUE MÃO desse lixo e pare de fazer essas faculdades de 200-300 reais. Estude e passe em uma universidade DECENTE, ou preste atenção nas aulas e deixe de ser empurrado pelos outros.

    E não, realmente você não aprende prática na faculdade, você não aprende prática em lugar nenhum, apenas quando você cair no mercado de trabalho.

    Se aquele cara que aprendeu sozinho sabe mais que você que fez curso superior, ou sua faculdade é MUITO LIXO ou você não estudou quando teve oportunidade. Ou os dois.

  • Rodrigo - 8 years ago

    A maioria de quem vota a favor nem sabe o que está fazendo. Eu li e reli o assunto. Não será nada interessante a regulamentação. Que fique claro, tenho diploma em Sistemas De Informação, experiência e trabalho em uma empresa com mais de 4 mil funcionários. Cada empresa sabe o perfil do candidato que precisa, e tendo um conselho não irá ajudar em nada. Só vai nos fazer pagar taxas e mais taxas para mudar NADA.
    Não comparem medicina com informática.

  • Guilherme Quadros da Silva - 8 years ago

    Corrigindo: um sujeito que se formo ua 15/20 anos atrás e não se atualizou.

  • Guilherme Quadros da Silva - 8 years ago

    Sou contra também. Acho muito democrático e cabível, na nossa área, nós sermos valorizados pelo que sabemos e não por um diploma. Afinal, as mudanças ocorrem tão rápido que um autodidata de TI nos dias de hoje tem muito mais condições de utilizar as ferramentas atuais pra exercer a profissão que um sujeito que se formou a 15/20 anos atrás. Mas respeito a opinião dos que são a favor.

  • Wesley - 8 years ago

    Como disse, eu era a favor, li muito e mudei de opinião. Hoje sou contra. Aqueles que falam que é preciso ter canudo para ingressar na profissão, eu conheço milhares de pessoas que são excepcionais em sua profissão, e conheço outras milhares que são medíocres e com canudo.
    Faculdade no BRASIL não comprova a qualidade do profissional.

    Já que estão comparando profissões:
    Tem famílias que não tem dinheiro para contratar engenheiros, contratam simples pedreiros e fazem suas casas. Cadê o fiscal para isto?

    Tem pessoas que não vão a médicos, vão a curandeiros tratar suas doenças. Cadê a fiscalização nisto?

    Outra observação. No BRASIL NINGUÉM, repito NINGUÉM vai preso......

  • Tiago Fioresi - 8 years ago

    Os países de primeiro mundo caminham para a desregulamentação das profissões nas áreas onde isso é possível, pq nós deveríamos ir na conta-mão?! A regulamentação engessaria a área, criaria imensas barreiras de entrada para pessoas competentes, prejudicaria quem se garante na área por conhecimento real, e não por força de lei e um diploma qualquer de um curso a distância. Causará a proliferação de cursos medíocres, formando "profissionais" equivalentes ao sobrinhos, só que diplomados.
    E estes irão concorrer com VERDADEIROS PROFISSIONAIS, que investiram tempo e dinheiro na carreira, adquirindo conhecimento e competência reais. Nossa área é dinâmica, ampla e interdisciplinar demais parar ser regulamentada.
    Nada seria agregado de valor à área, apenas burocracia, taxas, anuidades e maus profissionais, mantidos nas empresas a força de lei. Não é isso que eu quero pra a área que escolhi.
    E aqueles que reclamam de salários, façam uma certificação de verdade, tirem seus diplomas universitários, façam cursos, aperfeiçoem-se. Enquanto a não regulamentação permite, ao invés de tentar se escorar em um pedaço de papel que diz apenas que tiveram tempo e dinheiro suficientes para conquistá-lo.

    Que fique claro, MINHA OPINIÃO!

  • eliAndreoli - 8 years ago

    Não dizer que uma pessoa que faz uma faculdade é mais qualificada do que outra que faz é MULETA para não estudar! Existem sim pessoas que compram o diploma ou fazem não valer a faculdade, assim como aquele que não fez faculdade alguma e é bom no que faz. Mas não vamos generalizar, isso NÃO é regra! Aqueles que estudam e se dedicam à uma profissão são sempre melhores do que aqueles que ficam esperando as coisas acontecerem - isso independe de estarem em uma faculdade ou apenas buscar as informações por conta.

    Acontece que em qualquer lugar sério, faculdade é o único modo de atestar o mínimo de sua competência. Mas não se engane, hoje, ninguém mais espera que alguém com diploma de nível superior seja plenamente apto à qualquer tarefa relacionada com seu campo de estudos. Contudo, uma pessoa sem diploma algum vai provar como que ele é qualificado?

    Uma opção aos sem curso superior é compor uma cartela de clientes e um bom portfólio. Se o profissional tem isso, ele consegue provar sua competência técnica, apesar que a faculdade vai iria agregar algo a ele. Apesar que sou da opinião que portfólio de trabalhos é algo que qualquer um deveria de ter, seja formado ou não.

    Dar desculpas que faculdade é inutilidade é no mínimo desculpa esfarrapada para não estudar! Estudos SEMPRE nos agrega algo de bom!

  • Joseph Donald - 8 years ago

    Apoiado!!! Um Conselho Federal, ou algum orgão semelhante, garantiria ateh mesmo aos patrões, leigos no asssunto, de que estão contratando realmente um profissional qualificado. Pois assim, um órgão que pode respaldar a qualificação do mesmo.

  • Bruno Detomi - 8 years ago

    Sou totalmente a favor por um motivo muito bem válido: e as pessoas que passam quatro, cinco, seis anos estudando em um curso superior? A não regularização simplesmente os igualam aos que não passaram por tanto.
    Não estou dizendo que quem faz um curso superior seja melhor qualificado que uma pessoa que não o fez (até porque existem muitas pessoas sem ensino médio que sabem muito mais que doutores. Ex.: Pedreiro e Engenheiro), mas acho que o mínimo de reconhecimento para esses profissionais deveria existir.

  • Leandro - 8 years ago

    Hahahahaha .. o mesmo mantra da engenharia civil e medicina. Fico impressionado como tem gente doida pra pagar taxas a conselhos regionais e sindicatos para mudar NADA, viver em meio à papelada da burocracia, e ainda abrir mais um meio dos fiscais embolsar umas propinas. No dia que diploma de faculdade atestar qualidade de programadores (vcs sabem que a maioria dos alunos compram ou conseguem os projetos feitos no curso por aí), a corrupção no Brasil vai ser zero.

  • Fábio - 8 years ago

    Como sempre os defensores da lei recorrem ao mesmo argumento, comparando insanamente a profissão com outras totalmente distintas como Medicina ou Engenharia. Aliás, a lei foi redigida por alguém que não é da área. Sem desmerecer as intenções de Eduardo Paes, mas o que ele entende de informática? Vejam o histórico dele, e depois reflitam no conteúdo do texto.
    Sinceramente? O que vai mudar ao requerermos que alguém precise de diploma de nível superior para trabalhar na área? Como sabemos, a universidade apenas nos ensina o básico do elementar. Quem não estudar e se especializar corre o risco de, de fato, crer e passar a depender desta lei.

    Essa é minha opinião :-)

  • Astolfo - 8 years ago

    @Wesley Se o sujeito não paga pensão pra mulher e/ou filhos ele vai pra cadeia... sei que isso não é bem um "serviço", mas é algo que FUNCIONA neste país. Agora vamos imaginar o seguinte cenário: as profissões de medicina ou engenharia sem regulamentação. Seria tão triste ver gente morrendo por se consultar com um "médico autodidata" ou mesmo edifícios caindo e matando gente simplesmente porque a empreiteira contratou um engenheiro que fez um "preço bom"... Hoje são poucos os "profissionais" de TI... boa parte só quer fazer um "sisteminha" pra ganhar um "dinheirinho" sem se preocupar com qualidade! Vejo isso direto!

  • Wesley - 8 years ago

    Eu era a favor da regulamentação, mas depois de ler, reler, ler novamente vi que a regulamentação não dá tantos benefícios. Em outros países não existe regulamentação disto e lá as coisas dão certo. Uma regulamentação da área não irá impedir que um sobrinho faça determinado site.... Como vai impedir este sobrinho de publicar um site que ele mesmo fez? Como vai impedir um sobrinho de vender seu app na AppStore? Como vc impede o sobrinho de consertar o PC do tio, do vizinho?

    Se a empresa contrata funcionários medíocres é pq ela é medíocre, tem sistemas medíocres... Se uma empresa (cliente) contrata esta empresa medíocre a preço de banana, ela terá dor de cabeça no futuro...

    A única coisa que a regulamentação vai fazer é: gastos a mais para os profissionais, novos cargos públicos, corrupção de fiscais etc....

    No Brasil nada funciona, vc acha que uma regulamentação da TI vai funcionar?
    Desafio alguém me dizer dois serviços que preste no Brasil.... 1 será Correios e o outro?

  • Maycon - 8 years ago

    Alguém tem um bom motivo para isso? Eu tenho CRA e não vejo nenhum benefício em pagá-lo. Quais serão os ganhos? Acreditam mesmo que será benéfico e pronto?

  • Fabius - 8 years ago

    Incrível que ainda tenha gente que vote em "Não"! Alguém contrataria um engenheiro sem cadastro no CREA? Então porque achar que um profissional de TI é menos importante que estes profissionais se lidamos com o controle de informações as vezes até mais importantes do que eles?

  • Astolfo - 8 years ago

    Esse Wanderley no mínimo é "patrão"... pessoas mimadas uma OVA, o problema são os profissionais toscos que se prostituem por mixaria e os empregadores IGNORANTES que pegam esses profissionais pra fazer "qualquer coisa" de "qualquer jeito"... aí ficam empurrando o processo de desenvolvimento com a barriga! Tudo no melhor estilo EXTREME GO HORSE!!

  • stribufuncio - 8 years ago

    @jonatah na verdade não. Quem vota contra normalmente eh aqueles pias,sobrinho do chefe, q aprenderam a fzer blog e se achamo webdesigner

  • Wanderley Caloni - 8 years ago

    Cada um cria a sua própria escravidão. Era de se esperar essa votação tender para o Sim em um país com tantas pessoas mimadas do paternalismo do governo.

    []s

  • Jonathan - 8 years ago

    Esses 14% que são contra com certeza são patrões! A época da escravidão acabou!

Leave a Comment

0/4000 chars


Submit Comment