Quantos gatos você tem em casa?
10 Comments

  • Dawn Elizabeth Whiting - 8 years ago

    Tenho uma Daschund chamada Pitty de 7 anos, e a Meg uma gatinha SRD de 3 anos. A Meg caiu do telhado de uma churrascaria qdo filhotinha e foi resgatada pela minha paciente (sou dentista). Ela chegou no consultório e me perguntou seu eu queria uma gatinha pra fazer companhia pra Pitty. No início fiquei na dúvida se ia dar certo...Deu super certo! As duas se dão super bem. Agora ando estudando a possibilidade de adotar mais um gato. Não tenho família aqui no Brasil, os meus pais são falecidos, então as minhas meninas são minha família! Tudo de bom viu... =) Borges, ainda te mando uma foto delas juntas pra vc ver...muito fofas!

  • Layla Alloe - 8 years ago

    Tenho uma princesa linda e ciumenta, a Julie, ela já ocupa boa parte do meu tempo, porque é um bebê de 6 meses muito carente, vivo pensando em adotar mais um filho ou filha, mas não sei se dou conta, meu espaço é pequeno, quem sabe quando eu tiver um espaço maior né?!

  • Valeria Maciel - 8 years ago

    Tenho 05 gatolindos....

    De 01 para 02...
    Eu comecei com uma minúscula gatinha vaquinha chamada Lilica (até hoje ela é miudinha) e antes que ela completasse 01 de idade, meu namorado fez um resgatinho e trouxe para nossa casa a Cléo nossa maloqueirinha, encontrada na rua toda encardida no dia da morte da atriz Liz Taylor. Cléozinha ganhou esse nome em homenagem ao personagem Cleópatra interpretado pela atriz e também por seus lindos olhos contornados por "kajal" preto.

    De 02 para 07...
    Lilica era castrada e dona Cléo ainda não... e a nossa maloqueirinha favorita, que ironicamente parece falar “mãe” ao miar, arranjou um namorado bem parecido com o Borges (o papaizinho) e deste casamento, surgiram as pipoquinhas: Madonna, Pirata, Janis, Teló e Quinzé.

    De 07 para 05...

    Assim que desmamados, tratei de encontrar lares para eles, mas a tarefa não era fácil... encontrar pessoas dispostas a adotá-los eu encontrei... mas encontrar a disposição para doá-los eu não conseguia... já tinha me apaixonado por eles e não queria desfazer a família, cujo papai, mamãe e filhos se viam todos os dias!

    Adoção e acidente...
    Então finalmente... Madonna foi a única adotada, minha diva tricolor quase toda branquela (a única que puxou o papaizinho) foi morar com minha tia e Janis Joplin, minha escaminha de pelos longos dourados, beges e negros que lembravam o cabelo emaranhando da cantora, morreu jovem num trágico acidente domestico, algo que me dói até hoje.

    De 05 para...
    Ficaram então, Titia Lilica, mamãe Cléo e seus filhos Pirata, Teló e Quinzé.

    Pirata Pimpinha, minha escaminha dourada e negra, que ganhou este nome devido ao "tapa olho" que tem do lado direito e das listras laranjas que saem direto dele e vão até as orelhas, lembra muito a Christie... magrelinha e com aquele olhar hipnotizador e curioso, pronto para saquear corações alheios...

    Teló, meu bardo cantor... e como canta! Muito carinhoso e galanteador deve ter origens nobres, pois é muito parecido com o Grey, um verdadeiro príncipe.

    E finalmente Quinzé... meu negão "gachorro" ou meu "labragato". Sempre atrás de diversão e comida, desde pequeno organizava as “festas” da tropa de elite felina, sempre o primeiro a pular no colo e sempre o primeiro a roubar comida dos irmãos, da mamãe e da titia. Adora fazer longas massagens na minha barriga, se jogar no meu colo ou aos meus pés, xeretar toda a novidade que chega da rua e praticar tapeteboard, um esporte muito radical que consiste em correr o máximo que puder no corredor e se jogar encima do capacho da porta, fazendo deslizar até o portão. Pesando quase 08 quilos é uma "panterona" negra linda e bonachona que não dispensa um cafuné e uma brincadeira.

    E lembra do papaizinho? Ele não mora comigo, é um gatinho de rua arisco e muito selvagem, porém um pai exemplar e merece que sua história seja contada. Ele e a Cléo, se amam desde o dia que se conheceram e até hoje, ficam juntinhos como namorados apaixonados, mesmo que hoje ela não possa mais ter filhos. Ele acompanhou a gestação, nascimento e crescimento dos seus rebentos, sempre de pertinho, sem se ausentar um único dia. Nunca descuidou de sua família, todos os dias vem visita-los e chamá-los com um miadinhos delicados que mais parecem um gorjeio de passarinho. Fica junto deles a maior parte do dia e depois vai embora. Já tentei convencê-lo a morar comigo, mas ele não abre mão de sua liberdade de gato de rua e somente agora, 01 depois de nos conhecermos permite que eu me aproxime e até encoste as mãos em sua cabeça por alguns segundos, o que já é um grande avanço.

    Todos os dias deixo comida e água num lugar estratégico que combinamos, e ele passou a me chamar também e as vezes sinto que até me dá bronca quando atraso com o jantar rs... claro que ao fazer isso, acabei atraindo a atenção de outros “gatolinos” de rua, e hoje, além dos meus 05 “gatolindos”, cuido do papaizinho e de mais 04 que provavelmente devem ser meio irmãos dos meus. já que

  • Si - 8 years ago

    Temos uma gatinha só porque o orçamento e o espaço nao são suficientes para termos mais! Além disso minha mãe é nossa vizinha, e a gatinha dela sempre visita a gente, então seriam 3! :O
    Mas sonho em mudar para um lugar maior e ter pelo menos tres felinos. Apesar de a minha gatinha não gostar de gatos novos no pedaço, sei que com o tempo ela se acostumaria... ;)

  • Leny - 8 years ago

    Eu tenho três gatinhos e estou convencendo a minha mãe a pegarmos o quarto. Gatinhos é tudo de bom, nada como acordar e cheirar um, dois, três gatinhos. :)
    Infelizmente a minha casa é muito pequena e eu que pago as despesas dos bonitos, então ter muitos gatinhos pesa um pouco. Por mim teria algo em torno de... todos? haha
    Cheirinho em você Borges seu lindooooo!

  • Wilma Villar - 8 years ago

    A minha casa é um mini zoo.Tenho 3 gatinhos (Fernando,Cristina e Gabriel),um coelho (Sr.Bigodes),uma cachorrinha (Vivi) e um hamster (Suchi).Felizmente todos convivem em harmonia.

  • Monica - 8 years ago

    Eu tenho cinco gatos. Acho que gatos não deveriam ser criados como filhos únicos. Certa vez, li em um livro que, mesmo que seja um gato antissocial (vixi... tem ou não tem hífen? Borginho, me ajuda!), é importante que o gato tenha um companheiro felino. Nem que seja para que ele possa exercer a defesa do seu território. Um gato sozinho torna-se entediado muito facilmente. Por isso, minha ideia sempre foi ter dois e adotei Mel e Luna juntas. Os outros três acabaram entrando para a família por acaso. Sei que muita gente acha que seu gato não aceitaria um irmão, mas todas as tentativas que eu já acompanhei foram bem sucedidas, mesmo havendo arranca-rabos (alguns bem violentos) no começo.

  • Eleonora - 8 years ago

    Temos 3 gatos na minha casa e 3 gatos na casa da minha irmã (que mora aqui do lado). São todos filhotes da mesma ninhada, uma vez que resgatei a mãe quando estava grávida.

  • Marjorie Momm - 8 years ago

    Tenho 8 gatos na minha casa, 2 na casa da minha mãe e estou cuidando de duas maezinhas e seus filhotes (totalizando 9 resgatos)...
    Total: 19 \o/

  • Rita Gubler - 8 years ago

    Se eu pudesse ($$$) e tivesse espaço... teria muito mais!

Leave a Comment

0/4000 chars


Submit Comment